Gostou da nova atração da Disney? Quer entrar no mundo de Auradon? Faça parte desse mundo mágico, seja herói, vilão, princesa, bruxa ou o que quiser!
 
FAQInícioMembrosGruposPortalRegistrar-seConectar-seBuscarCalendário

Compartilhe | 
 

 Campo de Quadribol

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Malévola
avatar
Administrador

Administrador
Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/10/2015

MensagemAssunto: Campo de Quadribol   Dom Set 04, 2016 8:10 pm


Campo de Quadribol
O santuário do desporto em Hogwarts, aquele campo contempla as medidas perfeitas para que nele se pratique o mais famoso e adorado dos esportes bruxos. Em formato oval, seu gramado delineia com perfeição o perímetro daquele formato, estando sempre incrivelmente bem tratado e reluzindo um verde esmeralda vívido. As arquibancadas se erguem em pequenas torres e circundam o campo, oferecendo ao mesmo tempo uma distância segura e uma vista privilegiada de tudo que ocorre dentro das linhas oficiais do jogo. O campo se delimita dentro da métrica oficial para o Quadribol, cento e cinqüenta e dois metros de comprimento, cinqüenta e cinco de largura e uma área circular aproximada de sessenta centímetros de diâmetro ao centro, de onde são lançadas as bolas. Nos extremos norte e sul das delimitações do campo, existe um conjunto de três aros, sendo, a do meio, mais elevada que as que se dispõe em suas laterais. Sob as arquibancadas ficam os vestiários, que servem para a preparação pré-jogo dos atletas, assim como também são úteis como ambiente reservado visto que são pouco usados no cotidiano da escola. Constantemente aberto, sempre ao dispor da prática desportiva, sempre de braços abertos para receber o espírito de amizade, de equipe. Palco de momentos divertidos e brincadeiras no cotidiano, cenário da glória anual dos campeonatos de Quadribol intercasas. Aquele campo acolhe, instiga, incita ao respeito, ao valor de vitórias e derrotas. Ensina em seus momentos que muitas vezes mais vale perder ao lado de seus companheiros, do que ganhar acompanhado de seu próprio ego. Acima de vitórias e derrotas, é ali que se aprende o real valor de se dar as mãos e ir em frente.

As arquibancadas contornam o formato oval do campo de Quadribol. Elas ornam o tamanho dos aros que se encontram nas extremidades do campo; eram altas torres rodeadas por grandes faixas e bandeiras que indicam as casas pertencentes em Hogwarts, mostrando suas cores e mascotes. Desde a poderosa serpente, em fundo verde da Sonserina até a textura avermelhada e um leão imponente da Grifinória. Algumas torres são reservadas para os alunos e suas casas, outras se destinam aos professores e funcionários que também costumam assistir os eventos desportivos que ali ocorrem. No interior o revestimento das torres se dá por uma madeira envelhecida e escura, formando toda a estrutura das arquibancadas, desde a sua base até os bancos que ostentavam uma cobertura triangular em seu topo. Entre as torres, espécies de pontes formam uma área mais extensa de arquibancadas, entretanto, são de mais baixa estatura que os topos e não possuem cobertura, fazendo com que em dias chuvosos de casa cheia, os espectadores dos jogos aprendam a se divertir estando à revelia da natureza. Todavia, aquelas arquibancadas, palco de torcidas ferrenhas e torcedores enérgicos em dias de jogos, também têm a sua função cotidiana. Ali é mais um dos muitos locais para se estar em Hogwarts, bem ventilado e reservado, serve para que os alunos fiquem na companhia dos amigos, em momentos bons e ruins, vivendo momentos únicos até mesmo sem fazer ecoar os gritos que aquele campo é habituado a ouvir. Aquelas arquibancadas carregam consigo momentos de choro, riso, de comemoração, são o teatro e o palco, envolvem platéias e personagens, mas mostram que a toda hora, há uma forma de se dar as mãos, seja por um objetivo de vencer ou apenas, para seguir em frente na vida, sempre há alguém ao seu lado, bem ali.
w w w . h o g w a r t s . c o m . b r

________*_________

Maleus Malleficarum
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://descendentes-rpg.forumeiros.com
Rabastan Lestrange
avatar
Cidadão de Auradon

Cidadão de Auradon
Idade : 17
Mensagens : 12
Data de inscrição : 02/09/2016

MensagemAssunto: Re: Campo de Quadribol   Dom Set 04, 2016 8:16 pm



Eu tive uma ótima noite, dormi tranquilamente e tive bens sonhos. No café encontrei minha namorada que parecia um pouco desconfortável com algo, mas acabou me contando, aquele garoto, o “Merdgar” não parava de mexer com ela, se esquecendo  totalmente do significado da palavra respeito. Eu estava cansado disso, me sentia bem recuperado do ultimo evento da invasão dos Comensais, e pronto pra outra. Meu sangue me subiu de uma forma que conseguia sentir a parte Vendramini da família, me lembrando que a vingança é sempre plena. Procurei aquele garoto por todo o castelo, já não tinha como pedir a ajuda da Baka, hoje era um dia complicado de “passeios” pela floresta. No campo de Quadribol, parei olhando para o campo, e cruzei os braços enquanto assistia o jogo, um pomo passou perto de mim, fazendo meus olhos direcionarem para arquibancada, parecia ser ele, mas era bom ter certeza, então vamos subir.

Lá em cima passei por alguns bancos, e não havia tantas pessoas por lá, avistei o garoto sendo puxado por uma japinha, e me aproximei apoiando a mão em seu ombro__ Tão cedo? Senta, vamos bater um papinho__ Coloquei força no meu braço, o fazendo sentar de novo, eu era mais velho que ele, e estava bem bombado nos últimos dias__ Acho que ser folgado, atrai folgado, você e seu amigo combinam de mexer com a minha namorada?__ Olhei novamente para a garota e pude reconhecer minha prima, não parecia nada feliz com a situação, mas a única saída era se sentar do outro lado dele. Encarei o merdinha no fundo dos olhos__ Eu sei o que você fez, não deveria confiar em todos os seus passos, estou por toda parte__ Respirei e observei o jogo__ Uhhhhhh aquela foi quase em?__ Apontei para o jogo__ Você sabe o que significa respeito? E lealdade? Acho que você só conhece a palavra “Eu”, do “Eu posso fazer isso, não vai dar em nada”, “eu quero aquilo e vou pisar em quem for preciso, pra isso” ou “ Eu vou me dar bem nessa”__ Comecei a rir e estiquei as pernas, dando um pescotapa no merdinha__ Oh qual é? Sorria...  O jogo está ótimo__ Voltei a observar um monte de macho na vassoura e desviei para o corvino__ Gosta disso né? Homens__ Soltei uma gargalhada divertida__ Sério que você acha que ninguém percebeu? Comentam por todo canto__ Tirei um chiclete de bolso e abri, levando até a boca__ Sabe, eu costumo ser justo com as pessoas, até tentarem prejudicar o que é meu, até não merecerem a minha paciência, acredito eu que você já foi avisado, não uma, nem duas vezes, para ficar longe da minha garota. Acho bom nenhum dos seus amiguinhos sonharem em me procurar, pois você realmente não sabe com quem está mexendo.

Ele não sabia, mas talvez o que fosse acontecer hoje, serviria de exemplo para que ninguém mais cutuque meu bom sossego__ Claire, como anda com um garoto de cupcake, como esse? Um covarde, baixo, fraco e ... tem cara de amigo falso, cuidado pra ele não te ofender__ Sorri já percebendo que não aguentaria muito, ficar quieto, tudo o que eu queria, era voar no pescoço desse merdinha.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rabastan Lestrange
avatar
Cidadão de Auradon

Cidadão de Auradon
Idade : 17
Mensagens : 12
Data de inscrição : 02/09/2016

MensagemAssunto: Re: Campo de Quadribol   Dom Set 04, 2016 8:16 pm



O jogo ainda parecia bem agitado, minha adrenalina também. Tirei a varinha de minhas vestes e puxei o garoto pelo braço, para se levantar enquanto o cutucava escondido, com a varinha em sua costela. Passei meu braço pelo pescoço dele, como uma chave de braço, mas continuei rindo__Rictusempra__Proferi baixinho, fazendo o garoto começar a rir descontroladamente, quem via nos dois saindo daquele jeito, pensaria até que era uma brincadeira. Quando me afastei do campo, estava atrás de uma das enormes colunas da arquibancada, ninguém por perto, exceto pela Claire que nos seguia, não era pra Claire estar com ele, por que diabos ela não abre os olhos, e para de andar com essa ralé? __Abre os olhos, japinha... Desculpa priminha... Incarcerous__ Cordas seguiram Claire, até prenda-la em um ferro da arquibancada__ Ele vai ficar bem.

Olhei para o garoto que continuava a rir e dei um tapa em sua cara__ Qual a graça, bobão?__ Sorri com ele__ Ah é? Você vai morrer, merdinha__ Soquei seu rosto com uma certa força e assisti o corvino cambalear enquanto ria__ Gostoso apanhar né? Como se sente sendo humilhado, por agir como um retardado? Não se faça de bobo não, é só o começo__ Antes que ele recobrasse a força, apoiei minhas mãos em seu ombro, e dei uma joelhada em seu queixo, fazendo-o cair para trás, me aproximei e chutei sua costela com força__ Não esperava por essa, não é mesmo?__ Continuava a chutar, até que peguei na camisa dele com as duas mãos, o fazendo se levantar, olhei no fundo dos seus olhos e disse lentamente__ Não se meta o besta com quem não pode__ Puxei sua camisa e dei uma cabeçada em seu nariz__ Vamos, vou te levar para a enfermaria __Me virei para Claire e sorri__  Vou levar ele priminha, já volto__ Passei o braço pelo pescoço do garoto, e sai dali com Edgar.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cherry Thompson
avatar
Afilhado da Fera

Afilhado da Fera
Idade : 16
Mensagens : 25
Localização : Hogwarts || Chalé Thompson
Data de inscrição : 02/09/2016

MensagemAssunto: Re: Campo de Quadribol   Dom Set 04, 2016 8:18 pm





Hear me Roar

Not so wolfy...

A cada aproximação da Lua Cheia, Cherry sentia o corpo se enrijecer, sua força bruta aumentava e a paciência diminuía. Não era à toa que ela evitava o contato com outras pobres almas, inclusive com amigos e o namorado. Naquela lua cheia, em particular, isto não fora possível. Mesmo sendo apenas uma quartanista, ela conseguia mudar levemente o formato de suas orelhas, unhas e dentes quando algo acontecia que a deixava fora de si, como por exemplo aquela cena, ao lado do campo de quadribol, quando viu uma garota loira, de olhos bastante claros, que lhe lembrava muito uma meio-veela, perto de alguém que lhe era bastante conhecido. O garoto, de costas para ela, vestia uma roupa de treino de quadribol, e estava apoiado em sua vassoura, a vadia por sua vez se aproximava cada vez mais dele, e estendeu sua mão para acariciar o rosto do grifino loiro que ali se encontrava. Deixou-se levar pela fúria que tomou conta de seu ser, aquecendo sua pele de tal maneira que parecia que estava em chamas, percebera os dentes se afiando e as unhas se alongando, a lua cheia seria na noite seguinte, portanto sua mente lupina já aflorava. Caminhou em direção aos dois que ali estavam, a mochila sob apenas um ombro fora jogada no chão, ao mesmo tempo em que ela empurrava a menina pra longe do garoto. E ela se lançava sobre a loira, atingindo a face esquerda com as unhas negras e afiadas:
- Nunca... Nunca mais... ouse encostar nele. Ou vai ter mais do que meros arranhões pra se lembrar. Entendeu bem, mademoiselle d'Estaing? – a maçã do rosto da garota carregava agora quatro profundos vergalhões, com finíssimos filetes de sangue escorrendo, chorando ela se apressou a concordar. Cherry olhava-a, ainda com fúria, a terceiranista da Slytherin levantou-se tropeçando e saíra correndo, sendo olhada de longe pela morena.
Dougie chegou por trás dela, enlaçando sua cintura, virando-a para si: “Minha ciumenti...” PÁ! Ela começou a estapear o garoto:
- Seu Pylae de meia tigela! Você sabe que odeio esses prospectos de Bellatrix Lestrange que chegam cheia de dedos, se esfregando e você não fez nada pra impedi-la! – ele segurou as duas mãos dela, pra impedi-la de continuar batendo nele e logo se deparou com o bico da namorada.
- Pra começo de conversa, senhorita Thompson, você foi extremamente rápida, quando vi, ela já estava no chão e você em cima dela. Segundo, eu já estava dispensando a garota desde o início. – deu um selinho divertido no bico que ainda estava ali, soltou sua mãos delicadamente e a abraçou – Pode ficar fria, literalmente... você está fervendo... e suas unhas estão muito afiadas... pode voltar ao normal, por favor?
Suspirou, se concentrando, fechou os olhos tentando se acalmar e encostou a cabeça no peito dele:
- Às vezes, você é um completo baka. – pegou a mão do loiro puxando-o pra longe dali, passou por sua mochila, pegando-a do chão e saíram dali.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Campo de Quadribol   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Campo de Quadribol
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Campo de Quadribol
» Campo de Quadribol
» Campo de Quadribol
» Campo de Quadribol
» Campo de Austin ♠Local Público Oficial♠

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Descendentes :: Plataformas-
Ir para: